TRANSCENDÊNCIA COTIDIANA
  CURIOSIDADES DO ISLAMISMO

                                                                                           

Curiosidades a respeito do islamismo:

1. Islã significa submissão (a Deus) e é o nome da religião.

Muçulmano por sua vez significa: aquele que se submete e é a palavra que designa o praticante do islamismo.

2. São monoteístas - crêem num único Deus.

A palavra árabe para Deus é Allah, mas este é o mesmo Deus dos judeus e cristãos.  

3. Acreditam em anjos e que eles sejam manifestações dos atributos de Deus.

Assim com os judeus os muçulmanos acreditam que os anjos não possuam livre arbítrio e dediquem-se somente em obedecer a Deus.

4. O Arcanjo que anuncia o Alcorão é o Arcanjo Gabriel.

Gabriel é o mesmo Arcanjo que anunciou a Maria que ela estava grávida de Jesus.

5. O Islã reconhece os patriarcas judeus Abraão, Israel, Moisés, Davi.

Reconhecem inclusive a Jesus como sendo um profeta de Deus, mas proclamam que Mohamad (Maomé), foi o último dos profetas e o maior de todos.

Essas são algumas curiosidades sobre o islã, que servem para multiplicar o conhecimento de todos a respeito do universo das religiões. Não tenho a pretensão de iniciar um debate teológico, apenas compartilhar um ponto de vista sobre o assunto.

 



Escrito por Alan Carvalho às 18h26
[] [envie esta mensagem] []


 
  CURIOSIDADES DO CRISTIANISMO

                                                                               

Curiosidades a respeito do cristianismo

1. Jesus não nasceu dia 25/12.

Ninguém sabe a data exata porque não consta em nenhum dos evangelhos.

2. Os pais de Maria, mãe de Jesus, são Ana e Joaquim.

Santana e São Joaquim são avós maternos de Jesus, mas esta informação não consta nos evangelhos canônicos - oficiais.

3. Os 3 reis magos, não se sabe se eram 3 e nem se eram reis.

O evangelho de Mateus não diz o número, nem seus nomes, nem se eram reis. Baltazar, Belchior e Gaspar são conhecidos por relatos de evangelhos apócrifos - extra oficiais-, mas pouco se sabe a respeito deles.

4. Como Jesus pode ser da casa de Davi, se ele não tinha pai biológico conhecido?

A genealogia era reconhecida pelo sangue do pai e se Jesus foi filho de uma virgem, como pode ser reconhecido como o Mesias – uma vez que o Mesias deveria pertencer a linhagem de Davi?

5. INRI Significa: Iesus Nazareno Rei dos Iudeus.

Lembrando que o I e o J tinham praticamente o mesmo uso.

Essas são algumas curiosidades sobre o cristianismo, que servem para multiplicar o conhecimento de todos a respeito do universo das religiões. Não tenho a pretensão de iniciar um debate teológico, apenas compartilhar um ponto de vista sobre o assunto.

 



Escrito por Alan Carvalho às 00h53
[] [envie esta mensagem] []


 
  SENSACIONALISMO

Por que assistimos aos noticiários sensacionalistas?

São sempre notícias horríveis que derramam sangue da tela da televisão.

Eu ainda justifico: “-Estou só zapeando.” Mas não é bem assim.

Pensando sobre isso concluo que ás vezes estas notícias, fazem tão mal, que acabam fazendo bem. Explico:

  1. Comparando com nossa vida ordinária (que segue a ordem) nos sentimos bonzinhos diante de tamanhas atrocidades.
  2. Sentimo-nos no direito de julgar e condenar qualquer espécie de crime.
  3. Permitimos que nosso ódio, raiva, rancor, vingança... expressem-se livremente, pois tais sentimentos são justificáveis diante destes casos.
  4. Ganhamos um assunto sério para tratar com qualquer pessoa, afinal todos estão a par do caso.
  5. Não precisamos mover uma palha para que algo aconteça; não preciso me mobilizar, nem fazer passeata, abaixo assinado, nada.
  6. Mesmo que não se faça a justiça que gostaríamos, continuamos no direito de sentir indignação.
  7. Ganhamos permissão para continuar sentindo medo, pois a cidade parece realmente violenta.
  8. Dependendo do caso, podemos justificar uma série de coisas: ainda bem que eu não tenho dinheiro, não uso drogas, não sou casado, não tenho filhos, não ando à noite...
  9. Sentimos certo alívio, pois tem sempre uma situação pior que a nossa.

Poderia ainda citar mais uma série de fatores, mas todos seguramente estariam ligados aos aspectos sombrios da nossa natureza e não é confortável tomar consciência deles, pelo menos não tão quanto sentar-se no sofá e apertar o controle remoto.

 

 

 



Escrito por Alan Carvalho às 00h38
[] [envie esta mensagem] []


 
  NUM PASSE DE MÁGICA!

 

-O que é isso que você inventou?                             

-Uma máquina de meditação.

-Como assim? Como funciona?

-Ela faz o trabalho de limpar sua mente por você. Num passe de mágica!

-Não acredito! Sério?

-Posso provar, quer fazer um teste?

-Se for seguro sim.

-Pode confiar. No que você tem pensado ultimamente?

-O de sempre: minhas dívidas, o trabalho... Ah! Tem uma música que não consigo tirar da cabeça, fica repetindo sempre o mesmo trecho.

-Só isso?

-Bom, pra ser sincero penso um bocado em sexo também e às vezes isso tira minha concentração.

-Isso vai ser moleza! Preparado? Aí vai... Zoimpft! Froink! Fóin!

-Humm que alívio!!!

-E então? Como você está se sentindo?

-Sem esforço, sem trabalho, sem preocupações, ficou tudo em silêncio... Parece uma casa vazia...

-Não falei. Sabia que você iria adorar!

-Sua máquina também cria uma nova identidade?

-Não. Por quê?

-Porque como você levou quase tudo que fazia parte de minha mente, preocupações, medos, dúvidas, até aquela maldita musiquinha chata. Quem serei a partir de agora?

 



Escrito por Alan Carvalho às 00h52
[] [envie esta mensagem] []


 
  TOQUE DE RECOLHER

 

“Y la noche cae por su propio peso.” (Jorge Drexler)

E a noite cai por seu próprio peso

Mas se amanhã for como hoje em breve podemos contar com o raiar do dia. Isso é tão enraizado em nossa cultura que após a meia-noite dizemos bom dia!

Quem garante que o dia vá nascer?

Esta é só uma provocação, mas com que certeza podemos dizer qualquer coisa a respeito do futuro? Claro que se eu continuar neste raciocínio em breve me julgarão como louco.

“- Com que autoridade este tipo pode duvidar do raiar do dia seguinte? Certo que não regula bem!”

Duvidar da natureza não é necessariamente uma loucura. Pode até ser uma insensatez, ou uma estupidez, mas loucura não!

Águas fluem, ventos sopram, chuvas caem, e tudo para.

Depois continua leve, forte, pouco, muito, indo e vindo...

“En la soledad del toque de queda.”

E na solidão do toque de recolher. 

 



Escrito por Alan Carvalho às 00h26
[] [envie esta mensagem] []


 
  CADÊ?

 

Procuro, procuro...

Onde está?

Porque será que às vezes as ideias, assim como as coisas, simplesmente desaparecem?

Deve existir uma dimensão paralela, aonde as coisas perdidas vão por algum tempo.

Algumas jamais retornam, como por exemplo: os guarda-chuvas, todo mundo que eu conheço já perdeu um guarda-chuva, mas ninguém jamais encontrou um perdido mesmo que de outra pessoa. Outros exemplos de objetos que não retornam desta dimensão paralela são: palhetas de guitarra, elásticos de cabelos...

Outras coisas têm o dom de desaparecer momentaneamente, só porque precisamos delas naquela hora, por exemplo: quando toca a campainha e a gente não acha a chave. Dá um desespero eu saio jogando tudo pra cima (o que só piora o quadro) e nada... depois de um tempo, quando ela quer, aparece.

O celular também, por ser um objeto pequeno, na minha casa também vive sumindo, a vantagem é que quando eu perco o celular eu ligo pra mim mesmo do telefone de casa e fico em silêncio pra escutar ele tocar... às vezes me ferro pois deixo no vibra e não escuto nada, outras vezes me fodo mesmo porque não acho nem o telefone residencial pra ligar pro meu celular.

Ruim é quando você está procurando alguma coisa e esquece o que é. É como perder duas vezes. A única vantagem desta situação é que a gente acaba encontrando outra coisa que tinha perdido antes e nem lembrava mais que havia sumido.

Pior mesmo é quando temos uma sensação que perdemos algo, mas não sabemos o que é e saímos procurando às cegas. Onde está???

Eu, agorinha mesmo quando comecei escrever, estava procurando por uma ideia que ainda não encontrei...

Pelo menos encontrei este texto, mas para quê serve... Não tenho ideia! 

 



Escrito por Alan Carvalho às 01h04
[] [envie esta mensagem] []


 
  NÃO ADIANTA

Não adianta...

Ir ao melhor lugar do mundo, se não estiver bem.

Assistir ao melhor filme do ano, se não prestar atenção.

Ter à mesa um prato delicioso, se não estiver com fome.

Rezar ao santo mais poderoso, se não acreditar.

Tomar banho, se a consciência estiver suja.

Deitar-se cedo, se não estiver com sono.

O carro mais potente com o sinal fechado.

Botas impermeáveis com o tempo seco.

Televisão de plasma com programação ruim.

Cobertor elétrico no calor.

Água bem gelada com dentes sensíveis.

Papel e caneta para um analfabeto.

Escrever certo, se não tiver nada a dizer.



Escrito por Alan Carvalho às 01h22
[] [envie esta mensagem] []


 
  RELÓGIO DE CORDA

 

                                                                                                

Dei corda num relógio...

Não, não foi num quarto de século atrás, foi dia desses.

Assustador não? Não!

Assustador seria explicar para o meu avô Pedro - que deus o tenha em bom lugar -  como os relógios de hoje em dia funcionam sem dar corda.

Ele ficaria assustado, não só com isso, mas também com a quantidade de equipamentos que funcionam sozinhos. São panelas que fazem arroz, máquinas que fazem pão, carros que estacionam automaticamente (sem motorista), sem falar nos computadores que podem fazer muito mais do que supõe minha vã ignorância.

Assustado é pouco, acho mesmo é que ele ficaria horrorizado, e olha que meu avô era um homem muito corajoso. No seu tempo ele enfrentava saci, lobisomem, boi-tatá... mas luzes que acendem com sensores de presença aí já é demais!

Eu, bem que entendo meu avô! Tecnologia de ponta fora do seu contexto temporal pode transformar simples homens em deuses. Explico: Se voltássemos no tempo com nossas bugigangas eletrônicas poderíamos sem tomados pelos homens do passado como deuses. (curioso, não?)

Voltando ao relógio... a sensação de poder acertar os ponteiros, dar corda e fazer o relógio voltar a funcionar, foi muito boa!

Era como se alguma coisa ainda dependesse de nós para acontecer, diferentemente dessas “modernidades” que fazem tudo por elas mesmas.

Fora o ato simbólico de que o tempo estava em nossas mãos e se não déssemos corda ao relógio ele simplesmente parava...

Naquela época o tempo passava mais devagar... os dias, as semanas, os meses, as estações, os anos...

Hoje, praticamente todos os relógios são movidos a bateria, e, haja o que houver o tempo não para. 

 



Escrito por Alan Carvalho às 01h51
[] [envie esta mensagem] []


 
  SIGNOS E PLANETAS



Escrito por Alan Carvalho às 18h36
[] [envie esta mensagem] []


 
  SUPER PODERES

Se eu tivesse super poderes...

Eu provavelmente estaria na rua agora, sem temer o frio muito menos a chuva.

Não me preocuparia com o olho ardendo, nem tampouco com o horário que avança noite adentro, pois dormir pouco não seria tão grave assim.

Arrumaria as paredes de minha sala que precisam de reparos já faz muitos meses.

Livrar-me-ia (sabia que um dia usaria a mesóclise) de tudo o que não uso, sem pensar que o que foi dispensado pudesse me fazer falta.

Deixaria meu anjo da guarda em paz e só oraria pra ele pra sentir sua presença, sem ter que pedir por proteção.

Não colocaria a culpa na copa por não ter tanto trabalho.

Tomaria decisões mais rápidas e saberia muito bem o que quero.

Partiria imediatamente para a ação, sem pestanejar nem procrastinar.

Não justificaria meu “status quo” particular como sendo inevitável, quando tudo poderia ser diferente, simplesmente fazendo acontecer.

Jamais seria vítima de mim mesmo, muito menos meu próprio algoz.

Estaria atento ao menor sinal de culpa que, sem fazer alarde, paralisa qualquer reação.

Não voltaria ao blog só pra saber se alguém comentou algum texto, faria o que fosse só por fazer, sem buscar aprovação.

Usaria minha “super-média” inteligência para escrever um texto bem legal.

E assim inatingível, inabalável, imperturbável...

Estaria em paz!!!



Escrito por Alan Carvalho às 01h51
[] [envie esta mensagem] []


 
  GUERRAS

 

Julho de 2010.

Tudo está em paz! Ou quase!

Dependendo de onde e como olhássemos, pensando-se na dimensão global sim, havia guerras. Pelo menos não no mundo todo de uma vez.

Desde o fim da guerra fria entre os EUA - os mocinhos que protegiam o mundo e a União Soviética - os bandidos que o ameaçavam, o risco de uma guerra de proporções mundiais ou até uma guerra nuclear já não assusta tanto, apesar do nosso potencial bélico ainda representar um risco, pelo menos temos um pouco mais de consciência sobre isso.

Muita coisa foi mudando de perspectiva. Os soviéticos deixaram de ser a ameaça. Hoje esse papel poderia caber, guardadas as proporções, ao Irã e à Coréia do Norte, mesmo que eles ainda não tenham partido para as vias de fato com ninguém.

Fato é que os conflitos estão cada vez mais difíceis de compreender, muita coisa ancestral vem incubada desde muito tempo e encontrar quem saiba do que se passa no mundo é ... (piiii).

Para entender dependemos de veículos, que nem sempre estão isentos de interesses.

Pesquisando um pouco encontrei quatro guerras: Afeganistão, Iraque, Somália, Sri Lanka. Além de oito outros conflitos armados: Colômbia, Peru, Índia, Mianmar, Rússia, Israel, Turquia, Sudão. Não esquecendo a participação dos EUA em alguns deles.

São culturas distintas dentro de um mesmo território que clamam por separação, diferenças religiosas que insuflam o terrorismo, interesses econômicos de uma elite poderosa... tudo serve como justificativa para a violência.

O certo e o errado, o bem e o mal, o bom e o mau, Deus e o diabo, já não estão tão claros assim, aliás, talvez eles nunca estivessem. Toda justificativa encontrada para a luta é parcial, ninguém está completamente certo. A história sempre foi contada pelos vencedores, poucos querem conhecer a versão dos vencidos.

Nada disso é novidade mesmo que nem todos saibam.

 

Fonte: G1 Número de guerras no mundo cai 30% em 10 anos

 



Escrito por Alan Carvalho às 01h48
[] [envie esta mensagem] []


 
  4 EM 4 ANOS

Finalmente acabou a Copa do Mundo de Futebol.

Eu quase deixei passar em branco... sem nenhum texto, sem comentários... mas não consegui.

Assim como em outros temas procurei fazer uma relação com meu cotidiano.

O que: O que estava fazendo na Copa passada?

Quando: O que estava acontecendo na minha vida naquela época?

Onde: Onde assisti a maioria dos jogos?

Como: Quais lances foram mais marcantes?

Por que: Qual a importância disso tudo na minha vida?

Minha memória não guardava mais todas estas informações. Algumas tive que resgatar com amigos presentes na ocasião, outras tive que apelar para a tecnologia.

Por falar nisso esta foi minha copa mais tecnológica. Pude consultar dados, fatos e outras informações do mundo do futebol antes só reservadas às pessoas de boa memória, e que hoje estão disponíveis a qualquer um desde que se queira consultar: O que quer dizer FIFA; qual a posição do Brasil no ranking; qual o resultado do último jogo; como estava a tabela; como ficariam os confrontos; quais lances foram mais marcantes...

Meu histórico profissional não está tão diferente, digamos que se eu tivesse feito um prognóstico naquela época sobre como eu estaria em 2010 provavelmente eu teria respondido com um pouco mais de entusiasmo sobre minhas possibilidades e hoje estaria fazendo mais coisas que na Copa passada.

Ainda moro no mesmo lugar e ainda conservo muitos amigos desde o mundial de 2006 e foi com eles que assisti a maioria dos jogos do Brasil, a diferença é que foram eles que mudaram de endereço.

Muitos sonhos ainda são os mesmos, mas me parece que minha vida tem ganhado contornos cada vez mais realistas. Acho que posso chamar isso de maturidade.

Quanto a importância da Copa na minha vida posso dizer que exceto pelo entretenimento nada foi profundamente abalado pelo mundial. Minhas contas continuam meus sonhos também.

A reflexão tem sido muito importante, mas esta não depende de um evento para que aconteça. O evento pode ser só um pretexto para que possamos analisar nossas vidas e fazer uma breve comparação com o passado dos últimos 4 anos e projetarmos o futuro para os próximos 4. O importante mesmo é que toda esta reflexão possa virar atitude imediatamente no presente, pois é aqui e agora que esta a possibilidade de vencermos, não um título, mas os nossos próprios adversários internos.

Que a próxima Copa nos traga EVOLUÇÃO!!!



Escrito por Alan Carvalho às 02h07
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, JABAQUARA, Homem
MSN - poeticamente@hotmail.com


HISTÓRICO



    OUTROS SITES
     NÓS EM UM
     COMUNIDADE NÓS EM UM
     TURMA PÉ NO CHÃO
     Flickr do VUM
     flickr da Mel
     VENHA COM SAPATOS CONFORTÁVEIS
     BLOG DA VANIA DO BUDISMO
     DEIXA EU PENSAR
     BOL - E-mail grátis
     UOL - O melhor conteúdo
     Cada lugar na sua coisa
     QUEM ENTENDE???
     MY SPACE NÓS EM UM
     Mais Uma Chance de Escrever Corretamente
     BLOG DO CAIO DECIDA SER FELIZ
     KITUPIRAS
     MORFFEU
     curso de teatro para atores e não atores


    VOTAÇÃO
     Dê uma nota para meu blog!